simbolo da psicologa
Fernanda Soibelman Kilinski - psicóloga


Baixa Autoestima

A maneira como nos vemos influencia muito na maneira com que fazemos as coisas. Quando se fala em dificuldades para manter um relacionamento ou para começar um, por exemplo, a baixa autoestima pode ser a chave para entender esta questão.

O indivíduo se sente inferior e, inconscientemente, não se acha merecedor do amor e carinho da outra pessoa. Sem sequer perceber, acaba demonstrando através de carência, timidez, tristeza, insegurança e até mesmo agressividade.

Se a imagem que fazemos de nós mesmo é negativa, entra em ação o mecanismo da auto- sabotagem, que nos atrapalha até nas coisas mais simples. Dificuldades em termos ascensão profissional também podem estar ligadas a este problema. Pessoas que possuem uma baixa autoestima encontram dificuldade para enfrentar problemas, avaliar as situações com clareza e sentem-se incapazes de lidar com dificuldades do dia-a-dia. Normalmente são tímidas e introspectivas e acabam tendo sua vida prejudicada, pois esta visão negativa de si mesmo influencia todas as esferas de sua vida.

Normalmente, a causa da baixa autoestima está ligada à infância. Crianças pouco incentivadas e constantemente criticadas podem vir a desenvolver uma autoimagem de acordo com o que lhes foi repassado. É importante ter em mente que o erro é parte do aprendizado e não algo para ser recriminado e servir de fonte de angústia.

Voltar



Consultório localizado no Bairro Petrópolis em Porto Alegre
Rua Prof. Langendonck 57, sala 502 Petrópolis, Porto Alegre - RS - Fone: (51) 99636-2919*
* caso esteja em consulta retorno a ligação em seguida
fsoibelman@gmail.com