simbolo da psicologa
Fernanda Soibelman Kilinski - psicóloga


Medo da Solidão

O sentimento de solidão não remete apenas ao simples fato de estar só. Podemos estar em meio a uma multidão e, mesmo assim, este sentimento ainda estar presente.

Partindo do pressuposto de que somos nós que damos significado ao que vivemos (nenhum acontecimento possui significado por si só), podemos compreender porque o sentimento de solidão tem origem em nós mesmos, no nosso inconsciente. Por isso algumas pessoas lidam com a solidão de maneira construtiva, enquanto outras apresentam maior dificuldade.

A solidão é caracterizada por uma profunda sensação de vazio. Ela diz respeito a lidarmos com nossa própria companhia, o que implica nos aproximarmos de nós mesmos, de nossos sofrimentos, assuntos mal resolvidos, imperfeições. Há pessoas que aceitam e outras que sofrem com isto, tendendo a fugir.

No entanto, quando o isolamento dura muito tempo, o indivíduo fica tão imerso em si mesmo e suas necessidades que compromete sua capacidade de estabelecer contato com outras pessoas. Em outras palavras, mesmo que ele interaja com outras pessoas, sempre pensará mais em si próprio do que nos outros. Este tipo de comportamento contribui ainda mais para o isolamento e relacionamentos artificiais.

Se você possui dificuldade em lidar com a solidão, seja fugindo dela ou se “abrigando” nela, é necessário entrar em contato com seus sentimentos e compreender os motivos que o levam a adotar estes comportamentos. Que tal procurar ajuda?

Voltar



Consultório localizado no Bairro Petrópolis em Porto Alegre
Rua Prof. Langendonck 57, sala 502 Petrópolis, Porto Alegre - RS - Fone: (51) 99636-2919*
* caso esteja em consulta retorno a ligação em seguida
fsoibelman@gmail.com