(51) 9.9636-2919

contato@fernandapsicologa.com.br

Rua Professor Langendonck, 57/502

Petrópolis, Porto Alegre - RS

“Fashion victim”

As “fashion victims” (termo cunhado pelo estilista Oscar de la Renta para designar pessoas extremamente preocupadas em estar na moda) ou vítimas da moda, não hesitam em investir muito do seu dinheiro e mudar totalmente seu estilo, abandonando rapidamente aquilo pelo que pagaram caro, para estarem sempre à frente das tendências. 

 

Não aceitam nenhum limite para investir na aparência e atrair olhares de admiração, que esperam estar à altura do que pagaram pelo que vestem.

 

A doença das fashion victims é do excesso (excesso de gastos, de submissão às tendências, de energia consumida no processo de estar “in”, etc.), mas também é da falta, que busca sempre um preenchimento no olhar do outro. Falta essa que é negada na crença de que tudo pode ser possuído em relação a roupas e acessórios, custe o que custar. O esforço que se faz para obter aquela roupa inacessível também está no registro da falta justamente pela inacessibilidade. 

 

O masoquismo também se faz presente no sentido de que o gosto próprio é anulado em favor de seguir o gosto dos estilistas do momento. Isso sem falar na grande quantidade de coisas de que a fashion victim abre mão para manter-se na vanguarda. O objeto de desejo torna-se quase que um fetiche, e a fashion victim se rende a ele nessa relação masoquista.

Escrito por:
Fernanda Soibleman Kilinski

CRP: 07-19871 - Porto Alegre - RS

×
Close Bitnami banner
Bitnami